Call 023 7526 8539 or Make Online ReservationMAKE RESERVATION NOW

Blog » março 2014

Entremet

Categoria(s): Blog, Dicas, Doces

entremetEntremet, palavra em francês que significa “entre os pratos”. Durante o século XV, na França , refere-se, na verdade, aos espetáculos que aconteciam durante uma festa, como músicos, atores, cenas de danças e inclusive, alguns pratos coloridos, comidas exóticas e esculturas de comida.

Já na Inglaterra, do mesmo século, o entremet ficou conhecido como “sutileza”, ou seja, eram pratos sutis que queriam passar uma mensagem ou apenas decorar a mesa.

Com o passar dos anos, o entremet perdeu um pouco da grandiosidade de antes, deixou de passar mensagens e entreter. Os pratos servidos como entremet, eram feitos de alimentos mais leves e serviam para preparar o paladar para o próximo prato. Aos poucos, a maioria dos banquetes serviam pequenos doces como entremet e assim, ele foi ganhando essa característica e significado.

Leia mais

Barreado

Categoria(s): Blog, Gastronomia Regional

O mais conhecido prato da culinária paranaense, o Barreado é um cozido de carne de boi. A panela é “barreada”, ou seja, era vedada com uma massa de farinha de mandioca e água e/ou cinzas do fogão para o vapor não escapar, por isso a origem do nome barreado. Os primeiros barreados eram feitos dentro de um panelão de barro, vedado hermeticamente, que depois era enterrado e sobre o qual se acendia uma fogueira. O cozimento se dava com o próprio calor, sem que fosse adicionada água alguma. A carne fica tão cozida que se desfia, ficando com o aspecto de um pirão.

barreado

É uma receita simples, que surgiu entre os caboclos das encostas da Serra do Mar, no litoral do Paraná, ainda no período colonial, e, com o tempo, acabou associado às festas que antecediam a quaresma.

Também há uma possibilidade de que o barreado fosse a comida dos tropeiros que subiam a serra para comercializar erva-mate, mas o que é mais interessante sobre esse prato é a lenda de que ele não deve ser consumido com água em hipótese nenhuma. A tradição popular diz que beber água na hora de comer o barreado ou até duas horas depois é quase um suicídio. O acompanhamento indicado é a cachaça.

Entre em contato para contratar esta e outras delícias da culinária paranaense: www.cesarmonteiro.com | (41) 3322 1666 | contato@cesarmonteiro.com

Leia mais

Ovos de Páscoa

Categoria(s): Blog, Curiosidades, Ocasiões Especiais

ovos-de-chocolateVocê sabe a história do ovo de páscoa?

O ovo, em si, simboliza a vida, nascimento e ressurreição. E, diferente do que muita gente pensa, ele carrega esse significado de outras culturas e povos também, como romanos, gauleses, chineses e egípcios. Para eles, o ovo representa a forma do universo.

Os ovos de chocolate ou ovos de Páscoa são uma tradição milenar relacionada ao cristianismo. Costumava-se pintar um ovo oco de galinha de cores bem alegres, pois a Páscoa é uma data festiva que comemora a ressurreição de Jesus Cristo, sendo o ovo um símbolo de nascimento. Outros povos como os gregos e os egípcios também coloriam ovos de galinha oco, porém em datas diferentes.

Os ovos de chocolate vieram dos Pâtissiers franceses que recheavam ovos de galinha, depois de esvaziados, com chocolate e os pintavam por fora. Os pais costumavam esconder ovos nos jardins para que as crianças os encontrassem na época da Páscoa. Mas há quem diga também que os ovos de chocolate vieram da Inglaterra, com o surgimento da indústria do chocolate, fez o consumo de ovos de chocolate aumentar.

Com melhores tecnologias, a partir do final do século XIX, se difundiram os ovos totalmente feitos de chocolate, utilizados até hoje.

Leia mais

As cervejas mais caras do mundo

Categoria(s): Blog, Curiosidades

Brewdog – End of history (55% ABV) - A cerveja escocesa The End of History feita pela BrewDog está provocando polêmica entre alguns consumidores por conta de sua garrafa ser feita a partir de animais empalhados.  BrewDog afirma ser a maior cervejaria de propriedade independente da Escócia produzindo cerca de 120 mil garrafas por mês para exportação em todo o mundo. Foi fundada em 2007 por James Watt e Martin Dickie. A cerveja é preta de espuma densa. O álcool (6,2%), apesar de presente no aroma, não aparece na boca. O preço médio é de US$765.

Westvleteren Brewery – Trappist Westvleteren 12 (10,2% ABV) - Produzida desde 1838 apenas na abadia de St. Sixtus, no município de Vleteren, Bélgica, é tão artesanal que a garrafa não tem nem rótulo. Apenas 10 monges do local se envolvem na fabricação que não é vendida em grandes quantidades. A ideia é vender apenas o suficiente para garantir o sustento do local. Por conta da limitação das vendas, que quiser provar desta cerveja terá que se deslocar até lá, com data e horários marcados. Uma caixa com 6 garrafas já foi leiloada por US$ 625.

Samuel Adams – Utopias (27% ABV) - Embalada em garrafas de cobre em forma de velhas chaleiras, a cerveja é fabricada com maltes alemães e tchecos, além de lúpulos das variedades Saaz, Hallertau, Spalter, Mittelfrüh e Tettnanger. É envelhecida em barris de carvalho por onde já repousaram uísques e conhaques. Em bares americanos, esta cerveja é vendida em doses, assim como uísque e cada dose custa em média US$ 25. O preço da garrafa teoricamente seria US$100, mas como é uma cerveja difícil de encontrar, pode chegar a US$ 500.

samuel adams

Jacobsen Brewhouse – Vintage n° 1 (10,5% ABV) - Produzida pela primeira vez em 2008 pela cervejaria Jacobsen, dono da marca de luxo do Grupo dinamarquesa Carlsberg, apenas 600 garrafas foram fabricadas. Envelhecida durante seis meses em barris de carvalho, cada garrafa pode custar US$350.

Schorschbräu – Schorschbräu Schorschbock (57%  ABV) - Produzida em edição limitada (apenas 36 garrafas), a cerveja alemã ganha destaque sobre as outras no processo de fabricação que usa o método de refinamento icebok para gelar a água da bebida, separando o aroma e os outros ingredientes embutidos na receita. Essa quebra dos ingredientes deixa o sabor ainda mais forte.  Você não precisa de abridor para esta garrafa, pois ela vem com aquele esquema de tampa de água que a gente coloca pra gelar.  A cerveja tem sabor marcante e picante, porém com alguns toques de pêssego e baunilha. Cada garrafa custa US$275.

Leia mais